18 janeiro, 2017

Séries

Nas férias realmente usufruirmos de um tempo livre e nus dedicamos a uma intensa leitura, mas para não ficar cansativo é bom assistir filmes e séries. Lembrando disso estou aqui para recomendar as três séries que estão bombando nas minhas férias.

Quentin Coldwater é um adolescente do Brooklyn com uma inteligência acima da média, mas o mesmo não pode se dizer sobre suas habilidades sociais. Quando ele é aceito na Academia Brakebills, uma renomada e secreta escola de magia, ele descobre que sua fantasia não irá resolver todos os seus problemas. Assim, deverá lidar com sua falta de sociabilidade ao longo do caminho, e vai descobrir que aprender magia não é tão animador quanto ele imaginava.







A segunda temporada estreia dia 25 de janeiro desse ano!

 Bob Lee Swagger (Ryan Phillippe) é um atirador da elite naval que descobre um atentado contra o presidente dos Estados Unidos. Ao tentar impedir este assassinato, ele é traído e se torna o principal suspeito do crime. Enquanto é caçado, Swagger terá que encontrar uma forma de provar sua inocência.



A segunda temporada foi confirmada!


Clary Fray é uma adolescente de 15 anos que, sem querer, presencia o acontecimento de um crime. Mas este não é um crime como outro qualquer: três adolescentes cobertos com tatuagens estranhas são os responsáveis pelo assassinato, executado com armas que Clary nunca viu antes. Antes de ela conseguir fazer alguma coisa, os três justiceiros se apresentam para ela: Jace, Alec e Isabelle são Caçadores de Sombras, responsáveis por proteger o mundo de vampiros, lobisomens e monstros que querem fazer o mal. 


A segunda temporada de shadowhunters já está disponível na netflix, toda semana um novo episódio.


Resenha - Angellore: A Divina Conspiração - Essência

Título: Angellore: A Divina Conspiração - Essência - Trilogia Sussurro Noturno #2
Autora: Gabrielle Venâncio Ruas
Editora: Selo Jovem
Páginas: 363
Ano: 2016
Gênero: Sobrenatural/Suspense/Romance/Literatura Nacional
Sinopse: Enigmas. Monstros. Escuridão. Nas últimas semanas, essas palavras se tornaram parte da realidade de Sophie, principalmente após ter ficado frente a frente com a morte. Apesar disso, ela tenta seguir sua rotina, dividindo o tempo entre o emprego numa livraria, a faculdade e Nicolae, o misterioso colega de curso que subitamente entrou em sua vida.
Uma sucessão de novos acontecimentos, porém, muda de vez os rumos de seu destino: o rapaz desaparece, sonhos e visões passam a inquietar suas noites, e, para agravar ainda mais a situação, os khaos voltam a caçá-la, agora mais implacáveis.
Olívia, por sua vez, finalmente está perto de desvendar a grande incógnita que cerca os crimes investigados ao longo de sua carreira. Com ajuda de um misterioso angellore e de Daniel, seu parceiro no departamento, ela reúne informações valiosas sobre os casos, mas sua missão está apenas começando: ainda resta revelar a identidade do assassino e impedi-lo de transformar Sophie em mais uma vítima.
Com a ocorrência de um novo assassinato, os envolvidos nessa teia obscura terão de evitar que os planos dos lordes da escuridão se consolidem, e, para isso, Sophie deve descobrir qual é o segredo guardado em sua alma e de que forma ele pode afetar céu, inferno e Äelysio. 

Zharon está à procura de Sophie, ele acredita que sua alma guarda o segredo que ele tanto procura para sua vingança. Ele sabe onde ela estuda e espera que seu disfarce humano o ajude a encontro-lá.
Sopehie e Nicolae estão namorando e ela resolve apresentar ele a sua tia Ana e sua prima Roberta. Ele se apresenta como sobrinho do deputado Alvaro Ricci, que também é um Angellore e líder do seu grupo na Terra.

Shamazel é um desertor e sua morte já foi determinada, mesmo assim ele veio novamente até a Terra para cumprir sua última missão. Ele é irmão de Abel e veio descobrir o que Zahon quer e detê-lo, ele precisa fazer de tudo para manter Ana, Roberta e Sophie em segurança.

Olívia acredita que agora vai conseguir finalizar a investigação de seus crimes, ela conhece Shamazel e ele promete que ajudará ela em troca de ela o ajudar. Olívia é forte e não entrega os pontos facilmente. Ela desconfia que Daniel sabe mais do que ela imagina, Olívia sabe que ele tem interesse nos crimes e quando ela o questiona a respeito ele diz que não pode explicar no momento. Ela não imagina que ele é um Angellore. Olívia se sente realizada, pois agora poderá dar continuidade as suas pesquisas de uma maneira diferente, pois sabe o que aconteceu e qual a relação entre os crimes, agora ela sabe tudo sobre o pai de Sophie e que ela precisa de proteção.
Eu adoro a personagem Olívia, ela destemida, forte, não aceita deixar os casos em aberto, sem solução, ela fica admirada com a ajuda do Angellore e aceita muito bem o envolvimento do sobrenatural nos seus casos e agora ela entende de onde veio a pena que encontrou em uma das cenas de crime.


Sophie está diferente, está mais forte, mais decidida do que quer. Depois de passar um tempo junto com a Olívia, ela consegue aprender a se defender, aprende a usar armas e assim Olívia dá para ela a sua arma de prata.
Olívia sente que está sendo observada, sabe que algo vai acontecer, pois ela sabe demais sobre os casos e os Angellores.

Sophie começa a ter sonhos com Abel e é através desses sonhos que muitas revelações vão acontecer, é como se o leitor estivesse ao lado de Abel conhecendo sua vida e finalmente será revelado qual o segredo que Sophie carrega.

Esse livro está ainda mais sombrio, mais eletrizante, pois agora que sabemos que Sophie carrega um segredo quero logo saber o que é e como o Lorde poderá usá-lo a seu favor. Nesse segundo livro vamos saber porque o pai de Sophie veio para a Terra junto com o seu irmão, vamos saber como ele conheceu a mãe de Sophie, fatos sobre o acidente ficarão mais claros e aos poucos vamos percebendo a ligação de Sophie e Abel, e finalmente conhecer o segredo que está deixando Sophie em perigo.

A autora deu continuidade a trama de uma forma que envolve o leitor de uma maneira que não queremos mais soltar o livro até ler a última página, seres sobrenaturais são descritos de forma instigante e que faz a gente se apaixonar cada vez mais por todos eles.
Eu gostei muito do personagem Shamazel, embora ele se sinta culpado por seu irmão, a esposa e o filho terem sido mortos, é de se entender o porquê de ele ter entregado onde o irmão estava, pois só queria proteger os que amava.
Só posso dizer que o final é de deixar o leitor com o coração na mão, e espero ter a oportunidade de ler o próximo logo. Com certeza o melhor livro nacional que li no ano de 2016.
Emoção, reencontros, suspense, revelações e o principal, vamos ficar sabendo a identidade do vilão 😲

14 janeiro, 2017

Férias


Oi, gentee!
Estou sumida né, pois é estou aproveitando as férias para ficar um pouco longe das redes sociais e do computador.
Minha vida tem sido piscina, sol, mar, comer , dormir e claro que ler. Estou escrevendo umas resenhas para postar aqui para vocês, o blog vai continuar assim um pouco devagar com as postagens, mas depois do dia 5 de fevereiro tudo vai voltar ao normal.
Beijão!!

04 janeiro, 2017

Crushs Literários

Olá Pessoal!
Todo mundo ao ler um livro as vezes se depara com personagens inesquecíveis que ficam grudados na nossa memória pelas qualidades e também pelos defeitos, porque até mesmo os personagens os tem, e as vezes até que contribuem para nossa paixão iminente.
Pensando nisso tudo eu resolvi trazer os meus 5 crushs literários da vida, foi muito difícil escolher só cinco, porque eu tenho uma lista bem considerável, mas esses são aqueles que eu defendo até o fim.

5-  Benton Kesller ou Ben, Novembro 9 da Colleen Hoover

Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?
Quem em plena consciência não se apaixonaria perdidamente por um escritor? Além do mais ele é aquele personagem engraçado e que sempre tem algo bom para dizer.

4- Park, de Eleanor e Park da Rainbow  Rowell


Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.
Depois que eu terminei esse livro eu passei bons meses para esquecer o Park, ele é na minha opinião o garoto que na época da escola todas se apaixonariam, misterioso, nerd, com ótimo gosto musical; Park sem dúvida nenhuma se destaca entre os garotos.



3- Jamie Fraser, Outlander da Diana Galbadon



Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? 
Esse livro é maravilhoso e contribui muito ter um personagem maravilhoso como o Jamie, um homem que apesar de passar constantemente por situações horríveis mantém o caráter intacto e uma personalidade admirável. Alguém parou para ver a série? Vou dar uma prévia só para vocês verem o que estão perdendo rsrs

2 - John Thorton ou Mr. Thorton, Norte e Sul da Elizabeth Gaskell


Margaret Hale é uma mulher forte, filha de um ministro religioso, que se muda para a cidade de Milton, no norte da Inglaterra. Margaret vê o sul, lugar onde nasceu como símbolo do idílio rural, o triunfo da harmonia social e do decoro. Imagem que se contrapõe com o norte e seu ambiente sujo, rude e violento. Ela se depara com a difícil realidade da população local, encontra novas amizades e o surgimento de uma crescente atração por John Thornton, dono de uma fábrica têxtil.
Eu acabei de resenhar esse livro . vocês podem ver a resenha Aqui, e lembrar como eu fiquei apaixonada pelo Mr. Thorton. Pois é, esse sentimento não passou e piorou ainda mais quando eu assisti a série.  



“Look back… Look at me.”

Nem preciso dizer que eu passei 50 anos pensando nessa frase, não é? Mr. Thorton quero o senhor para presente e bem embrulhado viu?

1- Mr. Darcy, Orgulho e preconceito da Jane Austen 


Jane Austen inicia Orgulho e Preconceito com uma das mais célebres frases da literatura inglesa: "É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico deve precisar de uma esposa". O livro é o mais famoso da escritora e traz uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroina irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. Porém, muitos desses aspectos da trama conduzem os personagens ao auto-conhecimento e ao amor. O livro pode ser considerado a obra prima da escritora, que equilibra comédia com seriedade, observação meticulosa das atitudes humanas e sua ironia refinada.
A pergunta universal é  quem não se apaixona por um homem capaz de mudar sua conduta por amor? é acho que NINGUÉM. Nem a Elizabeth resistiu, enquanto eu que não tenho metade do orgulho dos dois?
Recentemente eu assisti a serie orgulho e preconceito com o Colin Firth e quando eu pensava que não podia mais me apaixonar pelo Mr. Darcy. Suspiros.


Esses são meus queridinhos e os de vocês já pensaram a respeito?