13 junho, 2017

Resenha - O Ceifador

Título: O Ceifador
Autor: Neal Shusterman
Editora: Seguinte
Páginas: 448
Ano: 2017
Gênero: YA/Distopia/Fantasia
Sinopse: Primeiro mandamento: matarás.
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.
Sabem o que mais me intrigou nesse livro? Foi justamente eu ter terminado a leitura e ainda estar em dúvida se ele é uma distopia ou utopia, para mim ele é uma mistura dos dois e isso é que faz a leitura ser genial.
Distopia: lugar ou estado imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação.
Utopia: lugar ou estado ideal, de completa felicidade e harmonia entre os indivíduos; qualquer descrição imaginativa de uma sociedade ideal, fundamentada em leis justas e em instituições político-econômicas verdadeiramente comprometidas com o bem-estar da coletividade.
Imagina viver em um mundo onde as doenças não causam mais morte, elas nem mesmo existem e se você pudesse voltar no tempo, tiver toda a experiência de uma idade avançada, mas com uma aparência de vinte e poucos anos? Já se imaginou vivendo em um mundo onde guerras, fome, pobreza, desequilíbrio social fosse realmente zero?
Em um mundo como esse a morte natural não iria mais acontecer, a população cresceria de forma descomunal e para que isso não aconteça, alguns humanos são selecionados para ceifar a vida de alguns escolhidos, e se você fosse escolhido a se tornar um Ceifador?


A tecnologia evoluiu a tal ponto que a rede digital que era chamada de nuvem, agora se chama Nimbo-Cúmulo, ela se tornou consciente, é ela que sabe tudo que deve ou não ser feito, eles não tem mais governo. A única coisa que a nimbos não decide é a colheita, ela ainda é administrada pelos humanos, que o fazem para diminuir a onda de crescimento populacional.
A história começa mostrando o encontro dos Terranova com um ceifador. Citra fica em choque ao vê-lo ali na sua casa e pensa que ele veio coletar alguém, será que veio apenas para jantar e ir embora ou levará alguém com ele?
Conforme as pessoas vão envelhecendo, elas podem passar pela terapia genética, com o objetivo de rejuvenescer, podem escolher a idade de sua aparência, mas não menos de 21 anos.
Aparentemente as escolhas dos que seriam coletados eram aleatórias, mas no fundo tinham um porque, como no caso de Kohl, ele foi escolhido porque acabou de ganhar um carro e tem em seus histórico problemas com bebida, isso quer dizer que nos tempos passados (Era da Mortalidade) ele teria grande chance de ser vítima de um desastre, ele se encaixa no perfil, no critério usado pelo ceifador Faraday.
Existe um grupo de quatro ceifadores que ao invés de passar tranquilidade aos que serão coletados, eles fazem a maior balburdia, causam pânico e são conhecidos por suas coletas em massa e de forma cruel.
Após a reunião do conclave Faraday recebeu um anel para dar ao seu aprendiz, ele escolheu Citra e Rowan para serem seus aprendizes e um deles receberá o anel, o outro voltará à vida normal, mas nenhum deles gostou de ser escolhido. Ser aprendiz de ceifador não era nada muito parado, eles estudavam muito sobre a morte e tinham treinamento com facas, armas de fogo, artes marciais, tudo para entender como um ceifador age.
Citra e Rowan vão participar do seu primeiro conclave, Citra não imaginou o quanto é assustador ficar perto de tantos ceifadores, ali ela conhece outros ceifadores e alguns bem famosos, como Curie conhecida como A Grande Dama da Morte e Goddard conhecido por suas coletas em massa.
É primeira vez que um ceifador escolhe dois aprendizes e como uma ceifadora largou a dúvida no ar de que realmente o melhor seria escolhido, ela diz ter medo de um ajudar o outro e para que haja uma competição justa entre eles, o ganhador do anel deverá coletar o perdedor. Faraday jamais imaginou que o destino dos dois jovens tomaria esse caminho.
O ceifador Faraday fez o ato mais incrível para deixar os aprendizes livres para que não precisassem matar um ao outro, mas o alto punhal (o ceifador mais poderoso e que preside o conclave) não os libera e agora cada um será treinado por um ceifador, Citra fica com a ceifadora Curie e Rowan com o ceifador Goddard.


A figura do ceifador logo no início chama a atenção é instigante e ao mesmo tempo amedrontadora.
Os personagens são cativantes, fortes, com uma personalidade diferente e muito marcante. Além de Citra, Rowan e claro Faraday, vamos conhecer outros personagens que chamam muito a atenção como a ceifadora Curie. Rowan sente empatia pelas pessoas e é isso que leva ele a ficar ao lado de Kohl durante a coleta. Citra pensa muito em sua família e principalmente no seu irmão mais novo e é principalmente por eles que ela aceita se tornar aprendiz de ceifador, conforme as coisas vão acontecendo vamos ver o quanto ela é forte e determinada. A família de Citra é bem estrutura, ela sempre conversa com os pais, o que não acontece com Rowan, a família dele não lhe dá atenção e quando sabem que ele se tornará um aprendiz eles só se preocupam em conquistar imunidade.
Eu gostei muito do personagem Faraday, é impossível sentir medo dele, independente do que ele faz, ele é bondoso, sensato, descente, não parece ser um ceifador, parece que a todo o momento ele quer mostrar que não tem porque as pessoas terem medo dele.

Esse é o primeiro livro que leio do autor e gostei muito da trama criada, a leitura flui de forma rápida, instigante e envolvente. O livro é dividido em cinco partes e antes de cada capítulo tem um fragmento do diário de um ceifador. A fonte é de tamanho médio o que facilita muito a leitura.

Quando pensava que a história estava tomando um determinado rumo, uma reviravolta acontecia e tudo seguia por um novo caminho e isso faz a leitura se tornar eletrizante, sem falar no capítulo final que fez meu coração disparar, os pelos se arrepiaram e o frio na barriga tomou conta de mim.

Leitura recomendada!

24 comentários

  1. Oi

    estou louca pra ler esse livro. Meu filho está lendo e está adorando e sua resenha mostrou que eu estou perdendo tempo. Preciso ler tão logo seja liberado aqui em casa pra mim...hehe

    linda resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Oiii Lizi, tudo bem?
    Menina eu estou louca para realizar a leitura desse livrinho que você nem imagina, fico feliz que tenha trazido a resenha para nós e não pensaria duas vezes a não ser aceitar a ler, esse gênero me atrai mesmo e quero saber o desfecho se irão conseguir ser ceifadores, não vai ser nada fácil.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Será uma das minhas próximas leituras, e estou curiosa para conferir.
    Já li um livro do autor, e a narrativa é ótima! Espero gostar bastante dessa história, estou esperando muito dessa trama.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Acho essa capa muito linda e com certeza no momento que eu realizar a leitura desse livro irei amar cada página! Amo uma boa fantasia/distopia e essa obra parece ser exatamente assim!

    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oi, Liziane!
    Estou lendo o livro no momento!!! Estou gostando bastante da narrativa e dos personagens. Fico ainda mais empolgada por saber que você gostou do livro. Espero realmente gostar. Quando será que o próximo livro vai ser lançado?
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Heiii, tudo bem?
    Ahhh eu tb ameiiii O Ceifador!!
    Achei a história mto original e a ideia de nao ter mais mortes é bem legal, mas tb me assusta essa de poder morrer do nada e por alguem que se julga melhor que os outros.
    Enfim, achei a leitura mto interessante, favoritei de tao bom e estou louca pelo segundo livro.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bom?
    Hoje eu passo a indicação não é um livro que me chama muito a atenção, mas adorei a tua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Achei interessante O Ceifador lidar com uma temática muito delicada como a morte. Também achei interessante o fato de ver uma sociedade perfeita, sem doenças, sem problemas e que as pessoas podem se regenerar, embora que uma sociedade assim torne a vida sem muitos objetivos. E aí que surge a ideia do Ceifador fazendo todo sentido na trama. Quero muito poder ler.
    Bjos!!

    ResponderExcluir
  9. Ando namorando esse livro há algum tempo. Apesar da capa não me atrair tanto a premissa e as resenhas que vejo sempre me convenvem de que estou perdendo tempo. O assunto relacionado a morte e o desenrolar da história parecem relamente incríveis. Bjos

    ResponderExcluir
  10. Não é geralmente o gênero literário que eu leio, mas esse me chamou muita atenção e sua resenha só me confirmou que vale a pena a leitura!

    ResponderExcluir
  11. Acho a história desse livro muito interessante, quero ler assim que puder.
    Beijos
    Mari

    ResponderExcluir
  12. Não imaginava do que se tratava esse livro, mas posso dizer que a sinopse me surpreendeu muito! E já quero ler! É muito louco pensar que podemos chegar a isso. A superpopulação com certeza seria um problema! E mais louco ainda é pensar nas possíveis e prováveis soluções para isso.
    Amei a resenha!! A foto também está linda!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    eu estou louca pra ler esse livro. Me encantei com a premissa dele desde o inicio, foi amor a primeira vista. Quero comprar logo, aguardando apenas uma boa promoção.
    Att.
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  14. A capa me chamou a atenção desde que começou a aparecer nos blogs. Eu não fazia idéia do que realmente se tratava, pois não tinha lido nem mesmo a sinopse, embora eu saiba o que é um ceifador. Nesse mundo imaginário do autor, será que existe a felicidade, a busca por algo melhor? Creio que não, uma vez que não há nada para o qual lutar: nascimento, vida, doença e morte estão ligados ao ser humano e a qualquer ser vivo.Quero ler o livro e ver como o autor apresenta esse mundo e como os seres que nele vivem se relacionam e como lidam com a morte que é escolhida por outro ser humano.

    ResponderExcluir
  15. Olá
    Uau, se antes já estava animada para ler esse livro, agora então!
    Fiquei bem interessada nesse pessoal mais coadjuvante, como a Curie, ela parece ser bem forte.

    ResponderExcluir
  16. Ola, já faz um tempo que vejo resenhas sobre esse livro e a cada uma fico mais empolgada em ler, gostei muito da resenha, e vai para a lista de desejadoa!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Liziane
    Lendo a descrição desse livro eu também imaginaria uma utopia.
    Adorei saber que gostou dos personagens e da trama como um todo. Fiquei curiosa pelo final. Estou com o livro em casa e pretendo ler logo.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  18. Olá! Eu não sou uma amante de distopias (nem de utopias). Mas da forma como escreveu a resenha, confesso que fiquei curiosa para conhecer mais detalhes de como isso tudo se desenvolve. A idéia de alguém ter que tirar a vida de outras pessoas porque não há outro meio de controlar a população que cresce descomunalmente é realmente desesperadora. Nunca havia pensado nisso! E a disputa entre os personagens (cada um com um treinador) também deve ser bem interessante. Quero ler!
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Estou louca para ler esse livro.
    Adorei a resenha, me deixou ainda mais interessada pela leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Adorei a resenha, adoro livros que tem personagens fortes e por se tratar de inteligência artificial me chama muita atenção. Nunca li nada do autor, mas depois da sua resenha fiquei bem curiosa, já que vi muitas outras resenhas positivas sobre. Já que parece ser uma fantasia bem mais juvenil, anotei a recomendação.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Olá, infelizmente apesar da sua bela resenha não me interessei pela leitura, distopia não me atraiu ainda, mas é uma bela dica e indicarei para os amigos fãs do género, bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi Liziane.

    Adorei sua resenha, pois é um livro que estou com muita vontade de ler, principalmente porque é um livro com mistura de fantasia e distopia. Esses gêneros anda me conquistando muito e sabendo que a trama tem uma leitura flui bastante, não resta duvidas que preciso lê-lo. Dica anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem? Desde o lançamento do mesmo, tenho uma enorme curiosidade em lê-lo. Também nunca li nada do autor, mas vejo cada vez mais elogios rasgados sobre a história. Já estou mega ansiosa e sua resenha me deixou mais animada ainda. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. AAAAAAAAAAAAA to doida pra ler esse livro, a cada nova resenha so aumenta minha vontade imediata hahaha Valeu pela dica! Adorei!!
    bjs
    Jordana

    ResponderExcluir

Olá!!!
Obrigada pela visita.
Sua opinião é muito importante para mim.
Deixe o link do seu blog ou site para eu retribuir a visita.
Beijos Lizi